Banco Central autoriza teste de pagamentos via Whatsapp, dizem Mastercard e Visa

news

O WhatsApp vai poder testar a sua plataforma de pagamentos no Brasil, de acordo com a Visa e Mastercard. O aplicativo de mensagens anunciou a novidade em junho, mas o Banco Central cortou as asas da iniciativa pouco mais de uma semana da estreia. Agora, as instituições financeiras disseram que o BC liberou testes de pequenos pagamentos na plataforma.

Na ocasião da suspensão, o Banco Central alegou que precisava “preservar um adequado ambiente competitivo, que assegure o funcionamento de um sistema de pagamentos interoperável, rápido, seguro, transparente, aberto e barato”.

O órgão alegou que precisava avaliar os riscos que os pagamentos por WhatsApp representam para o Sistema de Pagamentos Brasileiro, o SPB, e se a empresa segue as normas definidas pela Lei 12.865 de 2013, que regula arranjos e instituições de pagamento.

De acordo com a agência de notícias Reuters, a Mastercard disse em um comunicado que os testes permitiriam que alguns cartões fizessem pequenos pagamentos enquanto o serviço ainda espera pela aprovação do BC.

O Banco Central, por sua vez, disse em um comunicado à agência de notícias que “a requisição está sendo analisada e está seguindo os procedimentos normais de aprovação”, sem elaborar o assunto.

Ou seja, parece que o serviço de pagamentos do WhatsApp, que é intermediado pelo Facebook Pay, ainda não está 100% liberado, mas que alguns pequenos testes devem começar a ser realizados.

Os pagamentos por WhatsApp foram anunciados em 15 de junho e estariam disponíveis apenas para um número pequeno de usuários. O recurso quer viabilizar a transferência de dinheiro para outros usuários do app de mensagens usando cartões de crédito ou débito.

Inicialmente, Banco do Brasil, Sicredi e Nubank com bandeiras Visa ou MasterCard estavam participando do negócio — demais bancos teriam desistido de participar após testes.

Os pagamentos usam a estrutura do Facebook Pay e seriam processados pela Cielo, parceira do Facebook na empreitada. De acordo com o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), a junção da Cielo com o Facebook poderia afetar a concorrência.

O WhatsApp figura entre os aplicativos mais populares do Brasil e uma plataforma de pagamentos é uma das maneiras que o Facebook encontrou para ganhar dinheiro com a plataforma, que é gratuita. No anúncio da novidade, o WhatsApp afirmou que as transferências entre pessoas físicas seriam gratuitas, mas usuários da plataforma Business pagariam 3,99% de cada transação.

関連記事

関連コンテンツ

最新ニュース20件